Skip to content

precisamos de pessoas como João Batista no corpo de Cristo

euro-2008-27aPRECISAMOS DE 

PESSOAS COMO

JOÃO BATISTA NO

CORPO DE CRISTO

 

 

 

Introdução:

O SENHOR na sua infinita bondade tem derramado muitas bênçãos sobre o seu povo e em muitas ocasiões tem dado o privilégio de seus filhos serem ministros dEle na realização da sua obra.

No entanto, um grande problema assola muitos destes ministros, por imaturidade talvez, ou por um espírito de rebeldia disfarçado: o orgulho e a vaidade.

Texto base: Jo 3: 22-36

Depois disto foi Jesus com seus discípulos para a terra da Judéia, onde se demorou com eles e batizava. Ora, João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque havia ali muitas águas; e o povo ia e se batizava. Pois João ainda não fora lançado no cárcere. Surgiu então uma contenda entre os discípulos de João e um judeu acerca da purificação. E foram ter com João e disseram-lhe: Rabi, aquele que estava contigo além do Jordão, do qual tens dado testemunho, eis que está batizando, e todos vão ter com ele. Respondeu João: O homem não pode receber coisa alguma, se não lhe for dada do céu. Vós mesmos me sois testemunhas de que eu disse: Não sou o Cristo, mas sou enviado adiante dele. Aquele que tem a noiva é o noivo; mas o amigo do noivo, que está presente e o ouve, regozija-se muito com a voz do noivo. Assim, pois, este meu gozo está completo. É necessário que ele cresça e que eu diminua. Aquele que vem de cima é sobre todos; aquele que vem da terra é da terra, e fala da terra. Aquele que vem do céu é sobre todos. Aquilo que ele tem visto e ouvido, isso testifica; e ninguém aceita o seu testemunho. Mas o que aceitar o seu testemunho, esse confirma que Deus é verdadeiro. Pois aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; porque Deus não dá o Espírito por medida. O Pai ama ao Filho, e todas as coisas entregou nas suas mãos. Quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, porém, desobedece ao Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.

 

João Batista não era um judeu comum.

Ele era um homem que tinha um altíssimo nível de entendimento e revelação espiritual.

Dos nascidos de mulher, não havia ninguém que pisou sobre a terra que fosse maior que João Batista. Ele não era apenas um profeta, mas de acordo com Jesus, ele era muito mais que um profeta. 

Séculos após séculos o povo judeu aguardava com grande ansiedade a manifestação do Messias prometido e a cada menino que nascia, a esperança de ele ser o grande Salvador se renovava. Porém, João Batista, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos em Jesus e ele teve uma revelação certeira: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. 

Isto só foi possível porque Ele era um homem de intimidade com Deus. Um homem que sabia cultivar tempo na presença de Deus e no calor do deserto aprendeu a ser dirigido pelo Espírito Santo.

Por mais que sua aparência não fosse das mais convencionais, João Batista era um homem cercado por multidões. Até mesmo o rei de Israel, no qual ele abertamente confrotava devidos aos seus desvios de comportamentos, o amava e apreciava suas poderosas palavras.

Ele introuduziu a prática do batismo nas águas para arrependimento de pecados. Nunca até então alguém havia falado sobre batismo, porém debaixo do mover do Espírito Santo, João Batista preparava o terreno para o Senhor Jesus passar. Esta prática foi mantida por Jesus, junto aos seus discípulos e depois instituído dentro da Igreja de Deus como algo a ser cumprido em todo aquele que nEle crê.

Era sem dúvida um homem extraordinário, que conhecia a Deus de forma singular e que marcou para sempre a humanidade com o legado que deixou.

Mt 11: 7-11

 

Ao partirem eles, começou Jesus a dizer às multidões a respeito de João: que saístes a ver no deserto? um caniço agitado pelo vento? Mas que saístes a ver? um homem trajado de vestes luxuosas? Eis que aqueles que trajam vestes luxuosas estão nas casas dos reis. Mas por que saístes? para ver um profeta? Sim, vos digo, e muito mais do que profeta. Este é aquele de quem está escrito: Eis aí envio eu ante a tua face o meu mensageiro, que há de preparar adiante de ti o teu caminho. Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele.

 

Se fossemos analisar aos olhos naturais, não seria difícil de imaginar que João Batista poderia se sentir no direito de reivindicações das mais variadas, porém, desprovido da necessidade de reconhecimento humano e longe das paixões deste mundo, ele andou sobre a terra e cumpriu o seu chamado, pois tudo o que fez e disse era destinado a exaltar a Jesus.

Importa que Ele cresça e eu diminua.” (Jo 3: 30)

Não sou digno de desatar as correias de suas sandálias.” (Jo 1: 27)

O amigo do noivo alegra-se muito em ouvir a voz do noivo.” (Jo 3: 29)

Poucos homens na terra compreenderam a Jesus tão bem como João Batista, mas ele nunca tirou nenhum proveito próprio disto. Muito pelo contrário, ele usou de tudo o que sabia para fazer de Jesus a única referência que os homens deveriam ter em suas vidas.

Humildade e satisfação por estar no lugar certo e sendo exatamente o que ele deveria ser foi uma marca fortíssima do ministério dele e serve de modelo a todo o ministro comprometido com o evangelho de Jesus Cristo.

Ele foi um apaixonado tanto pelo Noivo, quanto pela noiva e é assim que todos nós devemos ser.

Conclusão:

O apóstolo João nos fala em sua primeira carta sobre como devemos lidar com o mundo:

Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.  Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.” (1 Jo 2: 15-17)

Assim como fez João Batista que façamos nós também, pois de uma coisa é certa:

Precisamos de muitas pessoas como João batista no corpo de Cristo.

2 Comentários leave one →
  1. 11/11/2008 3:34 am

    “Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém” (Rm 11: 36)

    É isso mesmo minha querida Liliana!!! É esse mesmo o espírito da coisa!!!

    Beijos do seu pastor

    Continue sempre participando do blog

  2. liliana gomez permalink
    11/11/2008 12:17 am

    Realmente a veces me sorprendo siendo orgollosa y se que tengo una constante batalla entre mi carne y el espiritu, no ceso de clamar para que Dios sonde mi corazon y al realizar su obra procuro ser lo mas anónima posíble, pues tengo gran temor de que ”mi humanidad enganõsa” pretenda robar la Gloria que es solo de Dios procuro mantenerme centrada en lo siguiente:que todo lo que haga debe estar filtrado por el claro objetivo que todo es DE EL por EL y para EL.
    De manera profunda siempre Dios me desenmascar y me lleva a ser mucho mas que una evangelica neurótica.
    Valeu Pastor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: