Skip to content

Eu vejo um Alvo

02/02/2017

img_0326

2 Co 4:18 fixamos os olhos, não naquilo que se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.

Eu vejo um Alvo.

E essa imagem tem sido para mim o símbolo de uma vida que cumpre o seu propósito, a sua razão de existir.

É o coração de Deus, e no seu centro está tudo o que ele valoriza.
(Eternidade, santidade, honra, família, saúde…)

Um alvo que queremos acertar, mas parece tão mais fácil errar…..

No grego original do novo testamento existe uma palavra que define a expressão “errar o alvo” – é harmatia. E a sua tradução é uma palavra muito conhecida – pecado. Onde na bíblia está escrito pecado, entenda assim por “errar o alvo”.

Colocando nesses termos – O alvo é o coração de Deus. E pecado é errar esse alvo. Pecado é quando acerto fora do alvo.

Eu quero muito acertar, apesar de ser muito mais difícil do que eu gostaria.

Gostaria que fosse mais fácil encontrar a Deus depois do livre acesso.
Gostaria que fosse mais fácil ouvir do Espírito.
Gostaria que fosse mais fácil agir com maturidade, viver em santidade e ser tudo o que fomos chamados para ser.
É muito mais difícil do que eu gostaria que fosse.

Mas se quero muito acertar, fixo meus olhos no centro desse alvo – no coração de Deus, onde está o que é importante.

Se fixo os olhos fora do alvo, minha chance de errar é maior.

Não podemos, por exemplo, ficar focados numa lista de pecados. Porque a vida de santidade não se resume numa série de coisas proibidas. Santidade não se define apenas por não matar, não roubar, não mentir….
Se nossa vida espiritual se resume a isso, a chance de errar é enorme.

O propósito não é apenas deixar de fazer uma série de coisas, mas está muito mais em fazer uma série de coisas que fui chamada a fazer.

Por exemplo. Meu alvo é amar na prática, que significa ter paciência, disposição. Meu alvo é perdoar, que significa ser humilde, corajoso para reconhecer meus erros, e reconciliar.
Esse é o meu foco, e o que não se encaixa nisso vai saindo da cena, perdendo atenção, e sua destrutiva influência na minha vida.
O ódio, a inimizade, a intriga, a amargura, a ira, o rancor estão fora do meu alvo, fora do meu foco.

Meus olhos, meus pensamentos, a minha energia precisam estar no alvo, não fora dele.

Minha convicção é essa: é difícil acertar mas não é impossível.

Porque eu sei que as coisas realmente importantes, e que estão no centro desse alvo, não se alcançam facilmente. São reservadas para aqueles que investem tudo num tesouro escondido, que buscam com a medida de todo o coração, que procuram até achar, que batem até abrir, que entram e mergulham…

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: