Skip to content

A noiva afetada, cheia de pose

08/01/2015
IMG_1476.JPG

Ef 5:31-32 “Eis porque deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e se tornarão os 2 uma só carne. Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja.”

Grande é o mistério do casamento da Noiva que é Igreja e do Noivo que é Cristo.
Já é um mistério a igreja ser chamada de noiva…(Ap 22:17)
É como se a noiva fosse uma sombra profética da igreja.
E com isso eu me preocupo – em ser igreja e não parecer com um estereótipo perturbador que me vem à mente como uma imagem…

De uma noiva que quer muito ser noiva. Pela experiência do dia. Pelos mimos, cuidados, pela festa, pelos presentes. Porque é o dia de estar linda. O dia de ser o centro. O dia de noiva.
Uma noiva que quer vestido branco, véu, a grinalda, o buquê, as damas, o tapete, as flores, o bolo, as amêndoas, o champanhe…
Quer véu para parecer imponente, branco porque todo mundo usa branco, buquê porque deve ter um motivo, bolo porque sempre tem, amêndoas porque é legal, champanhe porque é chique.
Daí aluga o vestido, o sapato, o véu, a grinalda, a bijouteria.

E faz muita pose. Pose de noiva, pose de realização, pose de eleita. Pose de rica.

Noiva que se preocupa demais com o evento, com a festa, com a pompa. E em vez de honra, no meio de toda essa cerimônia e celebração, mostra afetação.
E entre seus vestidos, adornos e maquiagens, faz caras e bocas… e muita pose.

Centrada nela mesma, ela entra. Tão vitoriosa, poderosa, satisfeita! tão confiante no seu vestido alugado! Animada com seu penteado exagerado e seu make over.
Entra focada nos olhos de quem está vendo. Desfilando em meio aos convidados, com seu véu arrastando, ela está sendo vista! Seu foco é ela mesma.
A quem ela quer agradar a não ser a si mesma?

Em pouco tempo se desmorona esse castelinho de pose. Em pouco tempo acaba a festa, e o vestido alugado de princesa precisa ser devolvido.

É cruel essa visão, eu sei. Com a noiva e com a igreja. Ja fui noiva, e sou igreja. Acredite, estou sendo dura comigo mesma em primeiro lugar.

Mas estou falando da noiva chamada igreja e do noivo chamado Jesus. A noiva aqui é só uma imagem – perturbadora, e talvez com algum significado.

O que eu quero descobrir é como a igreja deve se portar para um noivo como Jesus.
Um noivo que não confia na aparência, não é superficial, não se apega a tradição, não se limita ou se detém ao ritual. Um noivo que é Príncipe, mas é simples e cheio de graça, e não cheio de pose e afetação. Um noivo que não ostenta o que não é ou não tem.

Aos que se reúnem em seu nome, e celebram o seu nome – que tipo de ajuntamento solene agrada esse noivo? O que ele acha lindo? O que ama a sua alma? O que o convence? Como expressar nosso amor?

É preciso ajustar o foco da noiva para não parecermos com esse modelo afetado.
Esse estereótipo está falido, e algo novo está nascendo.
Porque o foco da noiva deve ser sempre o noivo.
Ser linda, espontânea e apreciável para o noivo.
O que importa é ser vista por ele. Admirada pelos convidados, mas sem se apegar a isso. Adornada, mas sem se apegar a isso.
Sua graça entrando no altar está em amar sinceramente o noivo.
O seu brilho está na sua entrega.
A sua beleza está no que ele acha lindo – a santidade.
E a sua confiança está em ser amada por ele.

Caminha serena em sua direção, sem desviar o seu olhar. Vestida, perfumada e adornada para ele – verdadeira, única, sem pose e afetação (porque isso simplesmente não importa para ele).
E tendo em mente que o seu casamento não se reduz a apenas um dia, a uma festa, a uma noite de celebração.
Assim ela estará segura de que vai agradá-lo.

Mas eu me refiro especificamente a Cristo, e sua amada igreja.

Ct 4:9,10 “Arrebataste-me o coração, minha irmã, noiva minha; arrebataste-me o coração com um só dos teus olhares, com uma só pérola do teu colar.
Que belo é o teu amor, ó minha irmã, noiva minha! Quanto melhor é o teu amor do que o vinho, e o aroma dos teus ungüentos do que toda sorte de especiarias!

IMG_1476-0.JPG

One Comment leave one →
  1. Juliana permalink
    13/01/2015 11:56 pm

    Interessante a citação do vestido alugado. Ela se enfeita com algo que não é dela. Lendo da pra perceber uma noiva desagradável e egoísta, mas só assim pra ajustar o foco.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: